domingo, 1 de abril de 2012

Jogar no intervalo da chuva

Hoje, perto das 15h, chovia imenso em Lisboa. Estava com receio de chegar a Sintra, dar meia volta e regressar a casa. Admito que Portugal precisa de chuva, mas eu não gosto mesmo nada de jogar com esse tempo e ainda por cima, os fatos de chuva tinham ficado na garagem! 
Chegámos a Sintra e o tempo ameaçava chover. Como houve trovoada, quando chegámos lá, disseram-nos que o campo estava fechado e portanto não podíamos jogar. 

Enquanto decidíamos se íamos treinar - nem que fosse no putting green - ou se íamos embora, decidi vaguear a loja e fui directa à zona dos chapéus. Eu tenho um pequeno problema em relação às minhas orelhas: necessito de um chapéu que me as prenda, caso contrário sinto-me desconfortável. 
Foi hoje que a minha aventura na busca de um chapéu que me tapasse as orelhas terminouO meu antigo chapéu acabou de se reformar e foi substituído por este da Taylormade :)
Aqui está ele: 


Depois de o adquirir, algo maravilhoso aconteceu: o céu abriu e decidimos ir jogar. Durante todo o jogo nem uma única gota de chuva. Quando acabamos de jogar, recomeçou a chover! Meu querido São Pedro, obrigada por teres permitido jogar 9 buracos com uma temperatura bastante agradável! :)

O meu próximo torneio será dia 21 deste mês e vai contar também para a Ordem de Mérito 2012. Vamos a ver se não chove...nesse dia!

Atenção: apesar de hoje ser dia 1 de Abril, esta história foi baseada em factos verídicos e os seus intervenientes existem mesmo! :D

Beijinhos golfistas,
mmap


Relembro que tenho para venda um relógio da marca TIME FOREVER. Ver link no topo do blog!
Enviar um comentário